O PARTIDO
O Partido dos Trabalhadores (PT) é um partido político brasileiro, fundado em 1980, se tornando um dos maiores movimentos de esquerda da América do Sul. Desde dezembro de 2009 é conciderado como o partido preferido de cerca de um quarto do eleitorado brasileiro. Seu símbolo é uma estrela vermelha de cinco pontas, com a sigla PT inscrita ao centro, o 13 é seu código eleitoral.

Fundação

O partido foi fundado com um viés democrático, no dia 10 de fevereiro de 1980, com a Ditadura Militar chegando ao seu final. Composto por dirifentes sindicais, intelectuais de esquerda e católicos ligados á Teologia da Libertação o PT é fruto da aproximação dos movimentos sindicais com antigos setores da esquerda brasileira. O PT surgiu, rejeitando tanto as tradicionais lideranças do sindicalismo oficial, como também procurando colocar em prática uma nova forma de socialismo democrático, tentando recursas modelos já então em decadência, como o soviético ou o chinês. Significou a confluência do sindicalismo basista da época com a intelectualidade de Esquerda antistalinista.
Foi oficialmente reconhecido como partido político pelo Tribunal Superior de Justiça Eleitoral no dia 11 de fevereiro de 1982. A ficha de filiação número um foi assinada por Apolonio de Carvalho, seguido pelo crítico de arte Mário Pedrosa, pelo crítico literário Antonio Candido e pelo historiador e jornalista Sérgio Buarque de Hollanda.
Em Rondônia os tres primeiros filiados foram José Neumar Moraes sendo o primeiro filiado, em segundo foi Bernardo Ciro Lopes e Odair Cordeior sendo o terceiro filiado do partido no estado.

Tendências partidárias

No estado de Rondônia o PT possui tres tendencias predominantes e oficiais que é a Mensagem ao Partido, Movimento PT e Construindo um Novo Brasil (atual direção majoritária do PT/RO.

Em nível nacional existem a Articulação de Esquerda – AE, Brasil Socialist – BS, Construindo um Novo Brasil – CNB (atual direção majoritária do partido), Democracia Radical – DR, Democracia Socialista – DS, Esquerda Democrática – ED, Fórum Socialista – FrS, O Trabalho – OT, Tendência Marxista – TM, Mensagem ao Partido (inclui a DS), Movimento PT, Movimento de Ação e Identidade Socialista – MAIS, Articulação Unidade na Luta (atualmente parte da CNB), PT de lutas e de Massas – PTLM, Militância Socialista, União de Bases, Esperança Vermelha VR, Um Novo Rumo para o PT – NR.

Dentra as tendencias atuais tambem existem as antigas como a Causa Operária (expulsa do partido em 1990, passou a integrar o PCO), Convergência Socialista (expulsa do partido em 1992, passou a integrar o PSTU), Ação Popular Socialista (saiu do partido em 2005, passou a integrar o PSOL) e a tendência pelo Partido Operário Revolucionário (saiu do partido em 1990, passou a integrar o POR).

Raizes ideológicas

O PT se originou no movimento sindical brasileiro e nas comunidades eclesiais de base da teologia da libertação, surgindo da desilusão com o “socialismo realmente existente”, do modelo stalinista soviético e maoista chinês, e pretendia-se, na origem, fundamentalmente como aquilo que seu nome indicava: um partido de trabalhadores para trabalhadores, inclusive como uma alternativa deliberada ao Partido Comunista Brasileiro. Um fato emblemático para caracterizar esta posição diferenciada, como já dito, foi seu apoio ao sindicato independente Solidarnosc em sua luta por abertura política na Polônia comunista de então.

O PT, em sua própria definição, sempre se pautou pela liberdade de opinião e pela disciplina partidária – que alguns dizem remontar ao Partido Comunista Soviético, dirigido por Lênin. Contudo, afasta-se do pensamento desse ideólogo por ser contra a ideia de ser um partido revolucionário centralizado dirigido por intelectuais.

A partir de sua base tradicional na classe operária urbana, o PT organizou-se mais como um aglomerado heterogêneo de núcleos temáticos, de forma antagônica a uma organização de base em células de tipo comunista, que tendiam a privilegiar a posição de classe dos filiados sobre seus interesses espontâneos ou afiliações não-classistas (por exemplo, o pertencimento a movimentos homossexuais, ecológicos, de base étnica e/ou identitária). Casos emblemáticos disto foram a ligação do PT, desde muito cedo, com o movimento agrário-ecológico dos seringueiros do Acre pela instalação de reservas extrativistas na Amazônia, então dirigido pelo ativista Chico Mendes e o forte apoio dado por esse partido ao MST.

Fonte: PT Rondônia

Partido dos Trabalhadores Diretório Estadual de Rondônia
Av. Calama, n°895 – Centro CEP 78903-000 – Porto Velho, RO
Telefone: +55 (69) 3224-5906 / 3224-5926
PT - Partido dos Trabalhadores ©2018 - Todos os direitos Reservados - George Bergson